© Alonso Rocha

 

Despoja-te do dorso em chamas

se em tuas mãos a palavra

- moeda de encantamento –

em versos sangra.

Não ocultes o teu rosto

deixa-o duplicado

no espelho da metáfora.

Se – Lua em pedaços –

o agora te destrói

Deus sem braços reinventa o amanhã

pois sonho é armadura

embora armadilha.

E se imensa a solidão

grita a tua fome ao deserto

porque se calas

o silêncio te incendeia

e te consome.

Autor: Alonso Rocha

Direitos autorais reservados ao autor.

 

Envie esta página, Clicando aqui!

 

Voltar para a página Brisa:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil.

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao Site Porto dos Sonhos e das Poesias

e sua autora: Sarah Rodrigues.

Webmaster e Designer: Lisiê Silva.