PRECE POR MEU FILHO  NO DIA DE SUA MORTE

(para Ronaldo Alonso)

 

©Alonso Rocha

Ele era um pássaro, Senhor,

cujas asas feriste antes do vôo.

Ele era fonte

e sufocaste o canto em sua garganta

e pouca além da lágrima e do riso

- como apelo ou mensagem –

lhe deixaste.

Ele era frágil, Senhor,

e lhe enevoaste o entendimento

e com agudos espinhos o pregaste

tantos anos no seu leito.

Até seus olhos, Senhor,

- inquietos peixinhos coloridos –

aprisionaste

no reduzido aquário do seu quarto.

Mas eu te louvo, Senhor,

por Tua bondade

quando lhe ensinaste a gritar a palavra “mãe”

- única de sua boca –

como sinal de angústia e como hino de amor.

Hoje, Dá-me a beber, Senhor,

o Vinho de Tua Paz

na mesma taça de fel e sofrimento

com que o premiaste,

para que eu possa de joelhos

celebrar contigo

um retorno de um anjo ao Teu reinado!

Autor: Alonso Rocha

Direitos autorais reservados ao autor.

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para a página Brisa:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil.

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao Site Porto dos Sonhos e das Poesias

e sua autora: Sarah Rodrigues.

Webmaster e Designer: Lisiê Silva.