Sorry, your browser doesn't support Java(tm).

© Alonso Rocha

  

Hoje eu te trago, em minhas mãos, guardada,

a gota d’água – a pérola serena –

que eu roubei de uma pálida açucena

recém-aberta pela madrugada.

 

Louco poeta que sou! (Oh! Doce Amada!)

Em trazer-te essa dádiva pequena.

Culpa as estrelas, culpa a cantilena

do vento. E em nossa alcova penumbrada

 

dormes. E nem percebes no teu sono

que em teus lábios, fechados, abandono

a lágrima de luz – um mundo pleno.

 

Não despertes, ririas certamente

se me visses beijando, ingenuamente,

tua boca molhada de sereno.

Autor: Alonso Rocha

Direitos autorais reservados ao autor.

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para a página Brisa:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil.

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao Site Porto dos Sonhos e das Poesias

e sua autora: Sarah Rodrigues.

Webmaster e Designer: Lisiê Silva.