Autoria: Ilka Bosse

Ardente qual um facho

Hora de assombro

Embriaguez do momento

Ao beijar-te

Apenas pequeno delito

Foi amar-te

D E S E J A R – T E...

 

 

 

Piloto, que em fúria me guiou

Em tempestade devorante

Me amou!

Igual onda revolta ao mar

Que rochas confronta

Sem desgaste

O desejo à distância aponta...

E S Q U E C E R – T E ?

 

 

Flamejei, em constância

Lábios que beijei

Florindo em canto

Meus olhos ao mar em pranto.

A volta, em vão esperei

Perdi-te de vista “PILOTO DO MAR”

Deixar-te partir, foi deixar

Minha alma naufragar.

L A M E N T O !

 

 

Aceno de mãos congela

O sangue quente, coração ao grito

Negra nuvem que aproxima

A dor que não é dor, é tormento

O violento agito!

D E S E J A R – T E ...

 

 

Incêndio que devora

As próprias chamas

Arde a saudade

Tu coração, reclamas

Derrotado qual guerreiro herói

Se rende ao desarmado

Pela guerra que destrói

E N T R E G A ...

 

 

O amor, do forte o mais forte

Sem defesa...

Entregue à própria sorte

Sem volta... Sem revolta...

Das rochas ao mar... Reconheço

De todos os amores, foi o nosso,

O mais guerreiro AMAR...

S A U D A D E !

 

 

Autoria: Ilka Bosse

                                    

(Bailarina das Letras)

Do Livro: "O BAILAR ENTRE LETRAS"

DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS

>>>  ilka.bosse@terra.com.br  <<<

 

Deseja enviar esta página para alguém especial?

 

Envie esta página, Clicando aqui!

 

Voltar para a página Céu e Mar:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil.

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao Site Porto dos Sonhos e das Poesias

e sua autora: Sarah Rodrigues.

Gráficos desta página: