Há 300 anos, a festa do Círio de Nazaré é a mais comovente manifestação religiosa do povo brasileiro, que teve início em 1793, hoje com mais de dois milhões de pessoas, em Belém e com a participação dos Estados vizinhos, acontece uma explosão de fé para reverenciar Nossa Senhora de Nazaré.  São 15 dias de homenagem à Virgem santíssima. É em Belém do Pará que a Virgem de Nazaré recebe a maior expressão de fé e devoção. É aqui que acontece o que todos consideram a maior procissão católica do mundo: o Círio de Nazaré. Mas, a crença em Nossa Senhora não é privilégio só dos paraenses. Aliás, o culto a Maria Santíssima é herança dos nossos irmãos portugueses. É de lá, mais precisamente de Praia Grande, que se tem as primeiras notícias da devoção em Nossa Senhora. No Pará, historiadores contam que o culto à Rainha dos Paraenses começou pelo município de Vigia, antes mesmo da chegada dos padres jesuítas naquele município. Isso teria sido em 1697.

O Círio de Nazaré, celebrado no segundo domingo de outubro, hoje conta com cerca de 2 milhões de participantes e é um dos maiores cortejos católicos do Brasil e do mundo. Na véspera do Círio, uma réplica da imagem de Nossa Senhora de Nazaré é levada de uma capela próxima à basílica para a catedral da Sé, na procissão de transladação. A procissão do Círio começa às 7 horas da manhã, na Sé, e percorre 6 km de ruas, até a basílica. Durante 4 horas, ao som de rezas e cantos monocórdios, a multidão acompanha a berlinda ornamentada que conduz a santa. Muitos devotos, descalços, seguram a corda que protegem a berlinda com tanta força que machucam as mãos; outros levam ex-votos, e alguns, também em cumprimento de promessas, oferecem água aos participantes. Ao lado da basílica é instalado o arraial de Nazaré com comitês e bebidas típicas e mercado de artesanato. Durante a procissão dos barcos enfeitados que estão na baía Guajará são lançados fogos de artifício. A festa dura 15 dias e termina com a procissão do Recírio, na segunda-feira, que reconduz a réplica da imagem de Nossa Senhora de Nazaré para a capela ao lado da basílica.

                                       
Em mais de 300 anos de veneração, fé, esperança e devoção na Virgem de Nazaré, várias cidades do Estado também escolheram a Mãe de Jesus como padroeira de seus filhos. Além de Belém e Vigia, os municípios de Bragança, Cametá, Marabá, Mãe do Rio, Macapazinho, São Miguel do Guamá, Soure, Muaná e São João de Pirabas realizam romarias em louvor a Nossa Senhora. Da fé em Maria nasceram procissões que ultrapassam as fronteiras do Pará. Atualmente, a imagem da Virgem de Nazaré peregrina por cidades de vários Estados brasileiros. Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas, Amapá, Ceará, Acre, Rondônia, Roraima e o Distrito Federal compartilham com os paraenses as bençãos de Nossa Senhora. É a fé unindo os povos em um só coração

O Círio é a expressão de dois sentimentos fortes do povo brasileiro: a fé religiosa e o gosto pela festa. Durante os quinze dias que duram a festa, Belém é envolvida por um espírito de união, onde a família paraense se confraterniza.O ponto alto da festa é o almoço do Círio. Com mesa farta de comidas típicas de dar água na boca: o pato no tucupi, a maniçoba, o tacacá ou o casquinho de caranguejo.... À noite, o espetáculo é ver a Basílica iluminada, mais de 4.000 lâmpadas são colocadas para fazer os contornos da Fachada da Basílica de Nazaré.

Veja mais sobre

O Círio de Nossa Senhora de Nazaré,

a Festa da Fé:

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para as Dunas:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao site Porto dos Sonhos e das Poesias.

e sua autora: Sarah Rodrigues.

Webmaster: Lisiê Silva.

Fontes:

http://www.pa.gov.br/hotsite/ciriodenazare/

http://www.samistur.com.br/turismo/t00003.asp

http://oglobo.globo.com/especiais/cirio/domingo.htm#belem

http://www.virtual.epm.br/uati/corpo/cultura6_cirio_de_nazare.htm