O Círio de Nossa Senhora de Nazaré é realizado em Belém há 211 anos. Era fim de 1700. Plácido era um caboclo da região. Certo dia, saiu para caçar no rumo do igarapé Murutucu. Horas depois, após muito caminhar na mata, parou para refrescar-se nas margens do igarapé e viu a imagem da Santa entre as pedras cheias de lodo.

Plácido levou a imagem para sua casa e ali num altar humilde passou a venerar a Santa. Mas, no dia seguinte a imagem havia sumido. Sem saber o que acontecera, Plácido saiu andando pela estrada indo parar nas margens do Murutucu. Para sua surpresa, a imagem estava novamente entre as pedras, no mesmo lugar onde fora encontrada.

Dizem os devotos, que a Santa sumiu outras vezes e essa história chegou ao conhecimento do governador, que mandou levar a Imagem para o palácio e a manteve sob severa vigilância. Mas, pela manhã a Imagem havia sumido novamente. Os devotos concluíram que a Santa queria ficar às margens do Igarapé e lá construíram a primeira Ermida.

O povo vem desde então invocando a Santa e atribuindo a ela as muitas graças recebidas. Foi assim que o culto nasceu e evoluiu.

Descrição da Imagem

A Imagem encontrada por Plácido em 1700 tem 28 cm de altura e fica no Glória, no Altar-mor da Basílica de Nazaré, em redoma de cristal. É uma senhora portuguesa de seus trinta anos, e, nas nuvens onde repousa, vemos um rostinho de anjo. Traz no braço esquerdo um menino aparentando dois anos de idade, que carrega um globo.
Logo em 1703, recebeu o primeiro restauro. Até hoje, foi restaurada três vezes.

 


No dia 9 de julho de 1980, o Papa João Paulo II abençoou, com a imagem da janela do Arcebispado, o povo que estava na Praça da Sé.
A Imagem Peregrina, que sai no Círio, é uma cópia dela, mas não tão igual, dados ao rosto da senhora européia, e seu menino louro, traços de mulher da Amazônia, com seu menino meio índio, meio caboclo.
Essa escultura foi feita na Itália, por Giacomo Mussner, a pedido do Pe. Miguel Giambelli, então Vigário de Nazaré, e foi colocada na Berlinda, pela primeira vez, ano de 1969. É também chamada de Senhora da Berlinda.

Veja mais sobre

O Círio de Nossa Senhora de Nazaré,

a Festa da Fé:

 

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para as Dunas:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao site Porto dos Sonhos e das Poesias.

e sua autora: Sarah Rodrigues.

Webmaster: Lisiê Silva.

Fontes:

http://www.pa.gov.br/hotsite/ciriodenazare/

http://www.samistur.com.br/turismo/t00003.asp

http://oglobo.globo.com/especiais/cirio/domingo.htm#belem

http://www.virtual.epm.br/uati/corpo/cultura6_cirio_de_nazare.htm