Quando penso no Céu, procuro vislumbrar o encanto de tantas pessoas que nem se conheceram aqui na Terra e têm a oportunidade de se encontrarem na eternidade.

© Zuleides Andrade, ASCJ

Por mais que se diga que a morte faz parte do ciclo da vida, sempre temos a impressão de que ela chega cedo demais, surpreendendo nossos sentimentos e atitudes, nossa vida toda.

Por mais que se diga que a morte não mata o amor, quando a separação física acontece e sem a possibilidade de retorno, nossa sensibilidade estremece e precisamos da ajuda dos amigos.

Por mais que se diga que a alma é imortal e a vida continua, quando temos que devolver ao Céu uma pessoa querida, nossos sentimentos tão humanos afloram confusos em variadas gamas.

Sei que você acredita, sim, na vida eterna, acredita que Deus é Pai e somos filhos amados... mas você precisa de um tempo para se adaptar a esta nova fase da vida sem essa pessoa da qual você é herdeira de bens genéticos, espirituais, culturais e materiais.

Que Deus acolha seus sentimentos de filha e suas preces feitas de silêncio e lágrimas! Que Deus ilumine você e cada um de sua família nos assuntos que devem resolver e que as bênçãos do Céu sejam ainda mais abundantes.

Que a saudade, a tristeza, raiva, o medo e a insegurança, sejam apenas o paciente prenúncio de um revigorar na fé, na compreensão da vida, na esperança e no amor!

Que você possa chorar enquanto for necessário e ao mesmo tempo ir descobrindo as razões para enxugar suas lágrimas! Cristalinas e silentes as lágrimas são preces que sobem ao céu orvalhando os caminhos percorridos, lavando lembranças, purificando a alma.

Ensine sua SAUDADE a abraçar a ESPERANÇA de um encontro feliz e esteja atenta para receber os PRESENTES que vêm do CÉU!

Que você tenha sonhos lindos e que a realidade acolha a sua dor e lhe devolva flores de SERENIDADE e PAZ!

 

TODOS OS DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS A AUTORA

© Ir. Zuleides Andrade, ASCJ

Curitiba, PR

* Recado para uma amiga que perdeu o pai em novembro.

 

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para as Dunas:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao site Porto dos Sonhos e das Poesias.

e sua autora: Sarah Rodrigues.

Webmaster e Designer: Lisiê Silva.