© Texto Elisabeth  Reinicke

17- 01- 2002

 O TEMPO, ÀS VEZES, É TÃO INCERTO...

IMPOSSÍVEL DIZER QUE

HORAS, MINUTOS SÃO SEMPRE IGUAIS.

AS HORAS EM QUE ESPERO ALGUM SINAL SEU

SÃO LONGAS, DEMORADAS,

PARECENDO ATÉ INFINDÁVEIS.

JÁ AS HORAS EM QUE,

JUNTOS, LADO A LADO ESTAMOS,

SÃO TÃO CURTAS...

PASSANDO NUM REPENTE

FEITO VENTO VARRENDO O CHÃO.

MAS AMIGO, O TEMPO NÃO É SÓ ISSO.

SABE, É NELE QUE ESTÁ INCLUSO

TODO O NOSSO VIVER.

HÁ TEMPO PARA TUDO...

TEMPO PARA NASCER,

TEMPO PARA VIVER

E TEMPO PARA MORRER.

A PAGA PARA CADA TEMPO,

NÓS MESMOS FAZEMOS,

CONFORME COMO NO TEMPO VIVEMOS.

COLHEMOS O QUE SEMEAMOS,

PORTANTO DE NADA

TEMOS O DIREITO DE RECLAMAR.

SEMEANDO COM MÃOS ESTENDIDAS,

COLHEREMOS AMIZADES;

SEMEANDO AFETOS,

COLHEREMOS AMORES.

MAS SE NA NOSSA SEMEADURA

SEMENTES DE DESAFETO FOREM LANÇADAS,

COLHEREMOS TODO UM MAR DE DESILUSÕES.

PORTANTO, AMADO AMOR AMIGO

SEMEIE TERNURA, DE MÃOS ABERTAS

E CHEIAS DE AFETO

QUE O MAIS BELO JARDIM

DE AMORES E SABORES COLHERÁS.

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para Mensagens Especiais:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil.

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao Site Porto dos Sonhos e das Poesias

e sua autora: Sarah Rodrigues.

Webmaster & Designer: Lisiê Silva