ALBERTO COHEN


Onde se esconde a alma companheira,
por Deus predestinada como guia
no insone caminhar, nesta canseira
de repetir os passos todo dia?

Pelo mundo, quem sabe, ela procura
a gêmea, muitas vezes pressentida,
que deposita em versos a ternura,
de juros das esperas acrescida.

O tempo vai girando indiferente
ao encontro improvável, frente a frente,
dos sem rosto, sem casa, identidade.

Seres perdidos em silêncio aflito,
paralelas buscando, no infinito,
somente a solitária eternidade.

Autor: Alberto Cohen

Direitos autorais reservados

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para Sonetos à beira-mar:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao site Porto dos Sonhos e das Poesias.

e sua autora: Sarah Rodrigues

Webmaster e Designer: Lisiê Silva.