Soneto de Esio Antonio Pezzato

 

 Coração de Poeta sonhador

Traz sempre um verso pronto para o canto,

Uma ilusão alada, olente encanto,

Um perfume colhido numa flor.

 

Coração de Poeta sofredor

Traz sempre o desespero, o desencanto,

A tristeza a rolar no fel do pranto,

Uma desesperança unida à dor.

 

Tanto um quanto outro sempre são sofridos:

Não conseguem prender no coração

Os sonhos que vagueiam pelos ermos...

 

Pois sempre solitários e perdidos,

Quando sentem soprar a inspiração,

De si próprios percebem ser enfermos.

 

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para Sonetos à beira-mar:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao site Porto dos Sonhos e das Poesias.

e sua autora: Sarah Rodrigues

Webmaster e Designer: Lisiê Silva.