Humberto Rodrigues Neto

Que mais desejas, afinal, que eu faça
pra ter por meu o que de ti não tenho,
se já empenhado tenho tanto empenho
de haurir de ti a mais suprema graça?

A quanto tempo mendigando eu venho
um pouco mais que esta ventura escassa!
Mas dela, apenas pingos pões-me à taça,
que eu sorvo ao jugo de pesado lenho!

Somente a um outro, nas liriais toalhas
da mesa de Eros serves tua paixão,
mesa em que, pródiga, teus bens espalhas!

E ali enjeitado, a farejar o chão,
o meu amor vive a lamber migalhas
que tu lhe atiras qual se fôra a um cão!

 

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para Sonetos à beira-mar:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Crédito imagem: Thousand Images.com

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao site Porto dos Sonhos e das Poesias.

e sua autora: Sarah Rodrigues

Webmaster e Designer: Lisiê Silva.