Alberto Cohen  &  Sarah Rodrigues

Quem dera eu fosse um cantor

cantando pelos caminhos
todo o perfume da flor
e o sabor dos teus carinhos.
                           (Alberto Cohen)
 
E o sabor dos teus carinhos
entre versos e reversos
junto com os passarinhos
brindaremos nosso versos.
                          (Sarah Rodrigues)
 
Brindaremos nossos versos,
abraçados, namorando,
e nos beijos mais diversos
seguiremos versejando.
                     (Alberto Cohen)
 
Seguiremos versejando,
no inesquecível trovar.
nossos sonhos realizando.
silentemente no mar.
                     (Sarah Rodrigues)
 
Silentemente no mar
que te chama de rainha,
e eu só querendo te amar
na noite que se avizinha.
                  (Alberto Cohen)
 
Na noite que se avizinha,
com o céu todo estrelado,
sob o chão de alga marinha
estaremos lado a lado.
                      (Sarah Rodrigues)
 
Estaremos lado a lado
o tempo que dure a vida,
uma fada e um encantado
na servidão consentida.
                    (Alberto Cohen)
 
Na servidão consentida,
que o pluralismo contém,
eis que mais cor e mais vida
na nossa vida também.
                     (Sarah Rodrigues)
 
Na nossa vida também
haverá, sempre, a verdade
de que o bem que há no ‘meu bem’
é  bem para a eternidade.
                   (Alberto Cohen)
  
É bem para a eternidade,
ficarmos juntos assim:
-eu, dividindo a saudade,
e tu, cuidando de mim.
                        (Sarah Rodrigues)
 
E tu, cuidando de mim,
como o mais rico tesouro,
a desmentirmos, enfim,
as aves de mau agouro.
                    (Alberto Cohen)
 
As aves de mau agouro,
onde a esperança evapora,
viram nosso ancoradouro,
e foram todas embora.
                      (Sarah Rodrigues)
 
E foram todas embora,
não conseguiram ficar
junto deste amor que mora
num céu chamado de lar.
                    (Alberto Cohen)
 
Num céu chamado de lar,
e com as bênçãos de Deus,
eu terei o céu e o mar
além dos abraços teus.
                      (Sarah Rodrigues)
 
Além dos abraços teus
nada preciso alcançar,
pois, com as bençãos de Deus,
és meu céu, a terra e o mar.
                  (Alberto Cohen)

Todos os Direitos Autorais reservados aos autores.

 

Envie esta página, Clicando aqui!

Voltar para a página das Trovas:

Voltar para o Porto:

Voltar para o Porto dos Sonhos e das Poesias

Copyright © Sarah Rodrigues - 2004 - Belém - Pará - Brasil

Todos os direitos reservados / All Rights Reserved.

ao site Porto dos Sonhos e das Poesias.

e sua autora: Sarah Rodrigues

Webmaster & Designer: Lisiê Silva

Gráficos desta página: